Oração, fé, esperança, e ação!

Oração, fé, esperança, e ação!
Viver o agora!!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Qual a sua escolha?

Você escolhe... 
se vai lamentar por acordar cedo, no frio, trabalhar,
ou se vai iniciar com um lindo "obrigada" por mais este dia!
Você escolhe...
Fechar a cara, resmungar e reclamar do transito, do tempo, da vida,
ou sorrir e cumprimentar as pessoas, compartilhar a gratidão por saber onde ir, o que fazer e ter como fazê-lo.
Você escolhe...
Rejeitar a ligação de amigos ou de seus pais que há dias não vê, por falta de tempo e paciência,
ou retribuir a atenção e o carinho merecido e dedicado por anos!
Você escolhe...
Ignorar as maldades e sofrimentos, já que você é só um entre milhares,
ou ser um exemplo e fazer diferente, o suficiente para ser a exceção!
Você escolhe...
Culpar a Deus pelos desastres e maldades
Ou orar e reconhecer que da luz, só vem bondade!
Você escolhe...
Ignorância ou esperança...




3 comentários:

  1. que legal, seu blog foi um achado
    gostei muito

    ResponderExcluir
  2. Ola amiga
    Estou na final da ostra poesia, me desculpe por vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu cantinho.
    Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
    No final da pagina das poesias esta escrito
    VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
    Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
    Desde já lhe agradeço de coração.
    Tudo do melhor para você.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  3. Calcei luvas, branca e negra
    Afastei os braços ao abraço
    Encontrei um pássaro feliz
    As uvas são amargas no Mês de Março

    Anos, dias, vidas que se perdem da vida
    Voltaram com o Sol as Andorinhas do Mar
    Quantas vagas correram adiante
    Quantas perdidas penas entre o partir e chegar

    E as pedras da ilha…
    As pedras da ilha não têm idade
    Não tem limite o amor quando é amor
    Não tem medida a extensão da saudade

    Doce beijo

    ResponderExcluir